terça-feira, junho 13, 2017

Marcha de Alfama: a vencedora do costume

A Marcha de Alfama foi a vencedora das Marchas Populares de Lisboa de 2017. Em segundo lugar ficou o Bairro Alto e em terceiro a Madragoa.
Vencedores por categorias
Melhor coreografia: Madragoa. Melhor cenografia: Carnide. Melhor figurino: Alfama. Melhor letra: Bica. Musicalidade:
Alfama. Melhor composição original: Piratas on the rock, Bela Flor – Campolide. Melhor desfile da Avenida: Bairro Alto.

A 85.ª edição das Marchas Populares de Lisboa contou com a participação 20 marchas. Além das marchas a concurso, na Avenida da Liberdade desfilaram os 32 noivos de Santo António e as três marchas extracompetição: Infantil "A Voz do Operário", Mercados e, pela primeira vez, Santa Casa. Como convidadas participaram as marchas da Associação do Bairro dos Anjos (Leiria), da Rua do Cabide de Quarteira (Quarteira) e da Associação Folclórica Cultural e Recreativa Verde Gaio de Lordosa (Viseu).
Alfama relançou o tema que foi o da Marcha de 1950: “Não toquem na minha Alfama”, letra de Amadeu do Vale, música de Raul Ferrão:
Oh minha Alfama
Que tens sido baluarte
Do velho Tejo
Que anda sempre a namorar-te
O meu balão
Cheio de luz quando passa
Vai na marcha a dar a dar
Parece até que o mar lhe deu aquela graça.

Alfama venceu em 2017 pelo segundo ano consecutivo. Nos últimos 14 anos, Alfama venceu 10 vezes, uma das quais, em 2009, ex aequo com o Castelo. Desde 2011, apenas o Alto do Pina, por três vezes, duas das quais consecutivas (2011 e 2012), beliscou a hegemonia do Bairro e da Marcha de Alfama. Nas três vitórias do Alto do Pina, Alfama ficou em segundo lugar. 

Sem comentários:

Enviar um comentário