terça-feira, maio 03, 2016

Manuel Alegre: poeta da Pátria e da História homenageado por Lisboa

Manuel Alegre recebeu no dia 2 de Maio de 2016 a Medalha de Honra da Cidade de Lisboa, que lhe foi atribuída por deliberação unânime da Câmara no passado dia 13 de Abril.


A cerimónia decorreu no Salão Nobre dos Paços do Concelho, com a presença de José Carlos de Vasconcelos, que apresentou a obra de Manuel Alegre, de Maria do Céu Guerra, que leu poemas do autor, e do Presidente da Câmara, Fernando Medina, autor da proposta.
Manuel Alegre com Fernando Medina, presidente da CML:
Medalha de honra da Cidade, por unanimidade, para o poeta
A distinção aprovada pelo Município, que é a mais alta, considerou "o reconhecido mérito de que Manuel Alegre tem sido alvo no âmbito nacional e internacional", bem como "a importância, também para a cidade de Lisboa, do seu combate pela democracia e pela liberdade, bem como da totalidade da sua obra literária, em especial da poesia em que Lisboa surge com destaque".
Manuel Alegre, segundo a proposta aprovada, tem ainda “uma grande ligação ao fado de Lisboa, património imaterial da humanidade, tendo sido cantado, para além de Amália Rodrigues, por Carlos do Carmo e João Braga, entre muitos outros.”
Balada de Lisboa

Em cada esquina te vais
Em cada esquina te vejo
Esta é a cidade que tem
Teu nome escrito no cais
A cidade onde desenho
Teu rosto com sol e Tejo

Caravelas te levaram
Caravelas te perderam
Esta é a cidade onde chegas
Nas manhãs de tua ausência
Tão perto de mim tão longe
Tão fora de seres presente

Esta e a cidade onde estás
Como quem não volta mais
Tão dentro de mim tão que
Nunca ninguém por ninguém
Em cada dia regressas
Em cada dia te vais

Em cada rua me foges
Em cada rua te vejo
Tão doente da viagem
Teu rosto de sol e Tejo
Esta é a cidade onde moras
Como quem está de passagem

Às vezes pergunto se
Às vezes pergunto quem
Esta é a cidade onde estás
Com quem nunca mais vem
Tão longe de mim tão perto
Ninguém assim por ninguém

Manuel Alegre, in "Babilónia"


Sem comentários:

Enviar um comentário